O que é História da Ciência

.

Várias respostas poderiam ser dadas, mas a que será comentada aqui é a que previlegia o conceito do programa de História da Ciência da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo :

é a análise e estudo crítico da ciência através do estudo:
de seus métodos,
de seus conceitos,
de seus caminhos,
de seus resultados,
de seus contextos
e dos processos entre todos acima.

Muitas vezes o historiador da ciência se vê forçado ou impelido a fazer escolhas de que linhas historiográficas deve seguir, e do tipo de estudo que deve fazer, sem que seja levado em conta o que será este estudo, o tipo de assunto que abordará, etc,etc.

Quando se fala de história da ciência, a primeira imagem que ocorre aos leigos no assunto é que se trata de alguém trabalhando unicamente com datas, nomes e ‘histórias”.

Nada mais equivocado.

A História da Ciência privilegia o estudo de conceitos, pessoas, instituições, movimentos e fontes dentro de seu próprio contexto e período, visando enriquecer o estudo da ciência e não limitá-la.

Espera-se construir relatos, comentários abalizados e trazer à tona fatos que auxiliem o pesquisador, e outros pesquisadores, a ver e rever por outros ângulos o universo de descobertas da e sobre a natureza feitas pelo homem.

Recomenda-se a leitura do livro ‘O que é : História da Ciência’, da professora Ana Maria Alfonso-Goldfarb (Este livro faz parte da coleção ‘Primeiros Passos’, da Editora Brasiliense).

Qual seria o perfil de um historiador da ciência hoje ?

Alguém que tenha noções de história da filosofia, de epistemologia, de filosofia da ciência, de sociologia da ciência, da área em que vai atuar e áreas afins.

Alguém que não tenha pré-conceitos rígidos sobre sua área de estudos, embora isto não deva ser confundido com ter hipóteses e conhecimentos sobre ela. Mas não é aceitável que seja algo que o impeça de enxergar novas abordagens e pontos de vista diferentes.

Alguém que quando lê qualquer texto, procurará situá-lo na época e contexto em que tenha sido escrito. Inclusive tendo também este cuidado com os conceitos usados e seus significados, tanto ao longo da história quanto no seu caso em particular.

Alguém que saiba que a leitura de um documento tem várias ‘leituras': o texto em si, seu contexto histórico, o contexto do autor e outras.

Que saiba que não se faz quase nada sozinho e a história da ciência não é exceção: profissionais de áreas diferentes devem trabalhar para que seus conhecimentos se completem e sirvam para melhorar o conhecimento de ambos e de outro.

Que compartilhe da idéia que estudos e conhecimentos compartimentalizados e inacessíveis são conhecimentos perdidos.

Alguém que saiba que fará parte de algo maior e que tudo que estude e venha a estudar é uma contribuição para o corpo de conhecimento da história da ciência. Mas nunca uma ‘única verdade ‘ de nada.

Alguém que nunca irá tentar ver a história como um “fluxo inexorável de melhoramentos da antigüidade até os tempos atuais” e sim como uma fonte para investigações que possam contribuir para a formação de uma base de conhecimentos que vai ser usada por outros estudiosos.
.
.
Sites interessantes:

Circumscribere (International Journal for the History of Science) is an international online peer-reviewed journal edited by Center Simão Mathias for Studies in the History of Science. It is published twice a year and carries academic articles on history of science. ( http://revistas.pucsp.br/index.php/circumhc )
.
.
Centro Simão Mathias
Ligado ao Programa de Estudos Pós-Graduados em História da Ciência, da PUC-SP, o CESIMA congrega graduandos, pós-graduandos e pesquisadores de diferentes áreas e instituições, tendo em vista a realização de estudos de interface centrados em História da Ciência ( http://www.pucsp.br/pos/cesima/ ).
.
.
Programa de Estudos Pós Graduados em História da Ciência
Visando à formação de pesquisadores e docentes de nível superior que podem se integrar a campos tão diversos quanto política científica e ensino, este Programa oferece uma gama variada de disciplinas. Desse modo, proporciona adequada fundamentação epistemológica, metodológica e didática em História da Ciência, além de conhecimentos específicos. O Programa enfatiza estudos em História das Ciências Exatas e Naturais (Matemática, Astronomia, Física, Química, Ciências da Terra e Ciências da Vida), mas sempre voltados a interfaces com as Ciências Humanas. ( http://www.pucsp.br/pos/hciencia/ ).
.

Recomenda-se a leitura do livro O que é : História da Ciência, da professora Ana Maria Alfonso-Goldfarb.

Este livro faz parte da coleção ‘Primeiros Passos’, da Editora Brasiliense.

.


Uma resposta para “O que é História da Ciência

  1. Pingback: A Transdisciplinaridade « Maria Thereza do Amaral

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s